Apenas Tiririca faz oposição a Bolsonaro nos partidos mais fiéis ao governo


Fotooto: Nilson Bastian

O deputado Tiririca (PL-SP) chegou ao seu terceiro mandato com uma produção tão discreta quanto no primeiro: desde 2019, apresentou 27 projetos e relatou apenas dois. Em 2020, escreveu uma média de uma proposta por trimestre trabalhado e não discursou nenhuma vez nos plenários físicos ou virtuais da Casa. Mas, entre os partidos mais fiéis ao governo Jair Bolsonaro, o parlamentar se destaca: é o único a fazer oposição do governo. Levantamento feito pelo Radar do Congresso, plataforma de dados do Congresso em Foco, mostra que Tiririca votou alinhado ao governo, desde o início de 2019, em 46% das vezes, muito abaixo da média do seu partido, que acompanhou Bolsonaro em 91% das vezes. Entre partidos com mais de 90% de alinhamento ao governo Bolsonaro, apenas Tiririca votou mais contra do que a favor do Executivo. Nenhum dos deputados do Patriota (que tem 95% de governismo), PP e PSL (94%), PSC e Republicanos (93%), PSD e PTB (91%) é tão oposicionista quanto o humorista. Há deputados de oposição mais próximos a Bolsonaro que ele: Tabata Amaral (PDT-SP), por exemplo, votou com o governo em 54% das vezes, e nove deputados do PSB deram mais apoio ao governo que o deputado. Na regulamentação do Fundeb, no fim de dezembro, Tiririca se aliou aos opositores e deu voto sim à proposta. Quando o assunto foi o repasse de dinheiro do mesmo fundo a escolas religiosas proposta pelo próprio partido, nova contrariedade e um voto "não". Quando a Câmara manteve veto aos reajustes de servidores, ele foi contra. SumidoO deputado está em seu terceiro mandato por São Paulo, onde sempre se elegeu com votações expressivas e calcadas em um voto de protesto. A Câmara registra que Tiririca teve cerca de R$ 10 milhões em emendas parlamentares liberadas no ano passado, a maioria para a área da saúde. Durante todo o ano passado, apenas quatro projetos foram apresentados por Tiririca: um dispõe sobre ações do poder público de auxílio a vítimas de calamidades públicas. No início da pandemia, um projeto buscava auxiliar artistas de circo. Somente em dezembro o deputado voltou a apresentar uma proposta, desta vez para incluir noções de higiene básica na Lei de Diretrizes da Educação Nacional (LDB). Apesar da baixa produção do deputado, 2020 não foi o ano menos movimentado em seu gabinete– em 2018, apenas duas propostas saíram de lá. Este é o quarto ano, em dez de mandato, que o deputado paulista apresenta menos de 10 propostas em um ano.

© 2020 - Blog Panorama - As notícias políticas mais importantes do Alto Sertão de Alagoas.