Decisão do MPE/AL para Delmiro Gouveia pode respingar na corrida eleitoral de Água Branca


Reprodução - redes sociais

Divulgada pelo site Correio Notícias, no final da tarde da última sexta-feira, 04, a decisão do MPE/AL solicitando a prisão do Prefeito Padre Eraldo, vereadores e o afastamento de 57 servidores municipais, caiu como uma bomba na cidade do Pioneiro. Os bastidores políticos ficaram em ebulição na cidade e diversas situações futuras já começaram a ser divulgadas.

Porém, o fato concreto é que ainda será preciso aguardar a decisão do Tribunal de Justiça se acatará ou não a solicitação do Ministério Público Estadual.

Entre os nomes citados, um mexe diretamente com a corrida eleitoral do próximo ano em Água Branca.

Paulo Campos, chefe de gabinete de Padre Eraldo, teve seu nome envolvido e a solicitação do afastamento divulgada em uma lista.

Lançado pré-candidato à Prefeito de Água Branca e pontuando muito bem nas pesquisas eleitorais realizadas recentemente, Paulo Campos pode encontrar dificuldades no caminho a partir de agora.

Em contato com o blog, Paulo Campos ainda iria se aprofundar sobre a denúncia junto aos seus advogados para emitir algum comentário.

© 2020 - Blog Panorama - As notícias políticas mais importantes do Alto Sertão de Alagoas.