Falta D'água em Olivença estava sendo provocada por desvio para abastecer caminhões-pipa e barreiros

Todas as irregularidades encontradas foram desfeitas, enquanto os responsáveis serão multados e poderão, também, responder criminalmente

Ascom da Casal

Uma operação de fiscalização deflagrada nesta sexta-feira (15) pela Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), com apoio da Polícia Militar, identificou 25 situações de irregularidade no consumo de água na zona rural do município de Olivença, no Sertão do Estado. O líquido que deveria chegar às residências e abastecer os moradores ficava pelo caminho para abastecer clandestinamente barreiros, animais, plantações e caminhões-pipa.


A ação, de iniciativa da Unidade de Negócio Bacia Leiteira com apoio da UN Sertão e da Vice-presidência de Gestão Operacional da Companhia (VGO), da Força Tarefa e do Pelotão de Operações Policiais Especiais (Pelopes), ambos vinculados ao 7° Batalhão de Polícia Militar, foi desencadeada na manhã desta sexta ao longo da adutora de água tratada que sai de Olho D´água das Flores até Olivença.


De acordo com a Casal, o desvio clandestino de água da adutora, que tem 150mm de diâmetro, provocava deficiência no abastecimento da cidade. Durante a fiscalização, todas as irregularidades encontradas foram desfeitas, enquanto os responsáveis serão multados e poderão, também, responder criminalmente.


Ao fim da operação, foi possível aumentar a oferta da vazão de água para Olivença, medida necessária para atender aos moradores. A Companhia reforça que qualquer irregularidade deve ser denunciada pelo Call Center 0800 082 0195. O denunciante não precisa se identificar e o atendimento ocorre das 7h às 20h, em dias de semana, e das 7h às 19h em finais de semana e feriados.


Fonte: Ascom Casal

nike_banner.jpg