Prefeito de Pão de Açúcar cita débito de R$ 2,7 mi e decreta calamidade financeira

Gestor citou algumas das dívidas deixadas por seu antecessor e medidas a serem tomadas

Prefeitura de Pão de Açúcar, município situado no Médio Sertão de Alagoas, publicou nesta segunda-feira (18), no Diário Oficial dos Municípios, um decreto no qual declara situação de calamidade financeira.


O documento, que tem data do dia 8 deste mês, cita dívidas deixadas pelo ex-prefeito Clayton Farias, dentre elas, débitos com a Equatorial, junto à instituições bancárias, além do Fundo de Previdência e Pensão de Pão de Açúcar.


A gestão atual cita um levantamento preliminar, onde se percebeu que os débitos deixados pela gestão passada já ultrapassam R$ 2,7 milhões, sem que tenha sido deixado em caixa a correspondente receita necessária.


“A gestão passada deixou um débito de energia no valor de R$ 259.312,00 junto à Equatorial Alagoas, referente aos anos de 2019 e 2020. (…) que no início do ano foi realizado bloqueio nas contas do Município por parte da Receita Federal, no valor aproximado de R$ 280 mil, em razão de débitos deixados pela gestão passada”, são alguns dos valores citados no decreto.


Parcelamento de salários atrasados

Diante do decreto, o município sertanejo afirma que as secretarias ficam autorizadas a adotar as medidas necessárias à racionalização dos serviços públicos e contenção de despesas.


“Fica autorizado o parcelamento dos salários, aposentadorias e pensões dos servidores públicos deixados em aberto pela gestão passada, em parcelas a serem estabelecidas a partir do levantamento completo dos débitos existentes no Município”, diz o texto legal.


Para ver o texto completo do decreto municipal, CLIQUE AQUI.


Fonte: Alagoas na Net

© 2020 - Blog Panorama - As notícias políticas mais importantes do Alto Sertão de Alagoas.